Considerante que le recognoscentia del dignitate inherente a tote le membros del familia human e de lor derectos equal e inalienabile constitue le fundamento del libertate, del justitia e del pace in le mundo,

Considerante que le ignorantia e le disprecio del derectos human ha resultate in actos de barbaria que ultragia le conscientia del humanitate, e que le advenimento de un mundo in le qual le esseres human essera libere de parlar e de creder, liberate del terror e del miseria, ha essite proclamate como le plus alte aspiration del homine,

Considerante que il es essential que le derectos human es protegite per medio de un regime de derecto, a fin que le homine non es compellite al ultime recurso del rebellion contra le tyrannia e le oppression,

Considerante que il es essential promover le disveloppamento de relationes amical inter le nationes,

Considerante que in le Charta le populos del Nationes Unite ha reaffirmate lor fide in le derectos human fundamental, in le dignitate e in le valor del persona human, in le equalitate del derectos del homines e del feminas, e que illos se ha declarate resolute a promover le progresso social e a instaurar melior conditiones de vita in un libertate plus grande,

Considerante que le Statos Membros ha promittite de assecurar, in cooperation con le Organisation del Nationes Unite, le respecto universal e effective al derectos human e libertates fundamental,

Considerante que un conception commun de iste derectos e libertates es del plus grande importantia pro le plen realisation de iste promissa,

Le Assemblea General

Proclama le presente Declaration Universal del Derectos Human como le ideal commun a attinger per tote le populos e nationes, a fin que tote le individuos e tote le organos del societate, habente iste Declaration constantemente in mente, se effortia, per le inseniamento e per le education, a disveloppar le respecto a iste derectos e libertates e a promover, per mesuras progressive de character national e international, lor recognoscentia e lor application universal e effective tanto inter le populos del Statos Membros mesme como inter los del territorios sub lor jurisdiction.”

O texto que você acabou de ler acima é o preâmbulo da Declaração dos Direitos Humanos e está escrito em INTERLÍNGUA.

Mesmo sem estudar ou conhecer Interlíngua, a grande maioria das pessoas consegue ler um texto em Interlíngua.

A interlíngua é uma língua auxiliar internacional baseada na existência de um vasto vocabulário comum compartilhado por línguas de grande difusão mundial.

A interlíngua é totalmente natural, apresentando sons e escrita agradáveis.
Cada palavra é adotada, desde que seja comum a pelo menos 3 dos idiomas de controle, que são: inglês, francês, italiano, espanhol, português, alemão e russo.

Em 1951 um grupo de linguistas europeus e americanos, após longa análise dos projetos de língua auxiliar internacional, concluiu que o vocabulário latino é a herança comum a todos os idiomas ocidentais, e em conjunto com a terminologia científica de origem grega, constitui o veículo geral de comunicação da moderna civilização tecnológica mundial.

O conhecimento da Interlíngua aproxima as pessoas, culturas e religiões.

Os 900 milhões que falam português, espanhol, italiano, romeno, francês, etc e os anglófonos compreendem um texto técnico em interlíngua sem qualquer estudo prévio. Ela também é reconhecível para os falantes de línguas germânicas e eslavas.

Para os povos da Ásia e África, a interlíngua é de fato o denominador comum, uma chave que abre a porta dos idiomas ocidentais e portanto, da ciência e da tecnologia.

O Instituto Mata Verde promove o primeiro curso de Interlíngua da baixada Santista e convida você para vir estudar e conhecer esta língua do futuro com raízes no passado.

O curso é gratuito e as inscrições devem ser feitas pelo email: contato@mataverde.org

As aulas começarão no dia 03 de Março de 2020 ( terça-feira) às 20:00 horas, na sede do Instituto Mata Verde localizada na Rua Julio de Mesquita, 209 – Santos/SP.

São Vicente, 11/02/2020

Manoel Lopes – Presidente do Instituto Mata Verde

http://www.blog.mataverde.org/wp-content/uploads/2017/10/planeta-terra-1030x643-1024x639.jpghttp://www.blog.mataverde.org/wp-content/uploads/2017/10/planeta-terra-1030x643-300x300.jpgManoel LopesAtualidadesCursosEstudosInterlínguaPalestras e EventosEstudos,Interlíngua
'Considerante que le recognoscentia del dignitate inherente a tote le membros del familia human e de lor derectos equal e inalienabile constitue le fundamento del libertate, del justitia e del pace in le mundo, Considerante que le ignorantia e le disprecio del derectos human ha resultate in actos de barbaria...