Recentemente apresentamos no Núcleo Mata Verde um curso básico sobre os pontos riscados na doutrina dos sete reinos sagrados.

Pretendemos em breve apresentarmos este mesmo curso na plataforma de ensino a distância do Núcleo Mata Verde.

Incluímos neste cursos alguns conceitos básicos, apresentamos uma visão geral dos conceitos existentes sobre a lei de pemba e naturalmente apresentamos os pontos riscados utilizados na identificação das falanges de trabalhos conforme o conceito dos sete reinos sagrados.

Incluímos no curso a questão, na minha opinião muito importante, da diversidade de rituais existentes na umbanda, conceitos como os reinos sagrados, as sete hierarquias, as linhas de trabalho, as sete linhas da umbanda, os entrecruzamentos energéticos, os pontos de forças energéticos, as falanges de trabalho, os nomes de trabalho dos  trabalhadores da umbanda, os sinais representativos de cada linha e suas composições para identificarem as diversas falanges existentes.

Quando estávamos para concluir nosso material de apresentação (PowerPoint) recebemos uma orientação (inspiração) do Caboclo Mata Verde para que incluíssemos no curso alguma reflexão sobre Deus.

Todos sabem da dificuldade de falar sobre Deus; queríamos evitar o lugar comum.

Também naquele momento não enxergamos bem a relação existente entre os pontos riscados e o conceito de Deus.

Mas como sempre fazemos, obedecemos as orientações do Caboclo e saímos a pesquisar algum texto básico para incluirmos durante o curso, foi quando para nossa surpresa o Caboclo Mata Verde pediu para que fizemos somente uma reflexão sobre o conceito de Deus e de forma simples e se possível utilizando gráficos.

Pesquisei na Internet e não encontrei nada parecido com aquilo que ele me pedia,  sugeriu-me que seguisse somente minha intuição e evitasse definições complexas.

Desta forma inclui dentro do curso “Ponto Riscado na Umbanda conforme os princípios da doutrina dos sete reinos sagrados”, este material que passo a compartilhar com vocês em seguida.

Ressalvo que são apenas algumas reflexões, coisa simples, para que possamos aos poucos aprofundar nas coisas mais complexas da nossa religião.

Naturalmente que nem todos estão preparados para coisas simples, mas é através de processos simples que iremos elaborar processos mais complexos.

Segue a sequência dos slides:

Slide56

O primeiro slide sugerido pelo Caboclo Mata Verde foi o slide acima, ou seja, um slide vazio.

Coloquei no alto a pergunta: O que é isso?

Fiz a pergunta para a classe de alunos e aguardei as respostas.

Aproveito para fazer a pergunta a você que acompanha este texto.

O que você vê, entende, sente, deduz ao olhar para o slide acima?

Naturalmente que a maioria ficou com o olhar parado, com cara de interrogação, boca entreaberta e sem darem uma resposta a esta pergunta aparentemente tão simples.

Estavam todos olhando para uma tela em branco.

Fiz novamente a pergunta: O que vocês acham que é isso?

Alguns mais corajosos optaram pelo óbvio: É o vazio.

E aí surgiu a primeira reflexão: O vazio existe?

O que vocês acham?

E aí completei respondendo a todos o que eu estava querendo representar com aquela tela em branco.

ESTA É A REPRESENTAÇÃO DE DEUS!

Aí ficaram mais transtornados ainda, era possível ler nos seus olhos a pergunta: Como é que Deus é o vazio?

Aproveitei e fiz a primeira afirmação:

O vazio não existe!

Deus está em todos os lugares. Se Deus está em todos os lugares, não existe o vazio, pois o vazio é a ausência de tudo, e todos nós sabemos que não existe lugar no universo onde Deus não se faça presente.

E em seguida a segunda pergunta/reflexão:

Alguém pode me representar Deus?

Alguém tem alguma imagem de Deus?

NÃO!

NÓS SOMOS SERES LIMITADOS E MATERIAIS E NÃO SABEMOS E NEM PODEMOS ENXERGAR A APARÊNCIA DE DEUS.

Esta foi a segunda reflexão sobre Deus.

Deus não pode ser representado, não existem imagens de Deus e nenhum culto especifico de Deus na Umbanda, somente podemos sentir a sua presença e sua força.

Então podemos iniciar  nossos estudos a partir desta tela um branco, entendendo que Deus está em todos os lugares e que não temos imagens de Deus.

Apresentamos em seguida a próxima tela:

Slide57

 

Neste slide incluímos um circulo.

E a pergunta: O que é isso?

Naturalmente que os mais rápidos responderam: Um círculo.

Mas o que este círculo representa em nossos estudos? Perguntei novamente.

Para algumas escolas espiritualistas representa o universo, a perfeição e a própria divindade, ou seja, Deus.

Para nós umbandistas, que seguimos a doutrina dos sete reinos sagrados, representa somente o UNIVERSO.

Aproveitei para fazer nossa terceira reflexão.

Reparem que o universo está contido em Deus, mas ele não é Deus.

É importante que todos entendam que Deus é único, mas ele não é o Universo.

A Umbanda é MONOTEISTA, aceita a existência de um único Deus.

A doutrina que ensina que Deus é o próprio universo é o Panteismo.

A doutrina umbandista dos sete reinos sagrados não aceita o panteísmo.

Acreditamos que Deus está presente em todos os lugares, que o universo está contido em Deus, mas que Deus é muito maior que o Universo que conhecemos.

A próxima pergunta que fiz foi:

A doutrina umbandista dos sete reinos sagrados ensina que existem duas realidades no universo:

A realidade material, o mundo físico, o Aiye.

E a realidade espiritual, o extrafísico, o Orun.

Pergunto a vocês: Este círculo representa o universo material ou o universo espiritual?

E respondi:O universo espiritual.

E aproveitei para apresentar o próximo slide:

Slide58

Qual o significado destes dois círculos?

Respondi: O circulo maior o universo espiritual e o menor o universo material.

E agora nossa quarta reflexão:

O UNIVERSO MATERIAL ESTÁ CONTIDO NO UNIVERSO ESPIRITUAL E AMBOS ESTÃO CONTIDOS EM DEUS.

A imagem sugere que o universo espiritual é muito maior que o universo material, significando que existem regiões no universo espiritual que estão livres da presença material.

Também sugere que o universo material está contido dentro do universo espiritual e que o universo espiritual está em todos os lugares do universo material.

E por fim que tudo o que existe no universo material e espiritual está Deus.

Continuando com os slides:

Slide59

E agora? Qual o significado deste ponto no interior dos círculos?

A resposta veio rápida.

É o espírito!

Perfeito! É o espírito encarnado, somos nós, os seres humanos.

A quinta reflexão:

A consciência encarnada está dentro do universo material e do universo espiritual e tudo está em Deus.

A representação gráfica também sugere que somos o centro do universo.

Cada um de nós é o centro do universo, todos possuem Deus sem seu interior.

Mas este Deus interior que cada um possui, é o mesmo Deus.

É isso que representa esta imagem.

E por último:

Slide60

Qual o significado daquele outro pontinho?

Agora ficou fácil!

É o espírito livre da matéria, o espírito no mundo espiritual.

A partir deste slide começamos a falar sobre os pontos riscados e sua representação; as sete forças primordiais representadas dentro do circulo.

Em breve o curso estará disponível na plataforma de ensino a distância do Núcleo Mata Verde www.ead.mataverde.org

Abraços!

Saravá!

 

Manoel Lopes

São Vicente, 28/06/2015

http://www.blog.mataverde.org/wp-content/uploads/2015/06/Slide59.jpghttp://www.blog.mataverde.org/wp-content/uploads/2015/06/Slide59-150x150.jpgManoel LopesAtualidadesDoutrina
  Recentemente apresentamos no Núcleo Mata Verde um curso básico sobre os pontos riscados na doutrina dos sete reinos sagrados. Pretendemos em breve apresentarmos este mesmo curso na plataforma de ensino a distância do Núcleo Mata Verde. Incluímos neste cursos alguns conceitos básicos, apresentamos uma visão geral dos conceitos existentes sobre a...