Linha das Crianças e os Sete Reinos Sagrados

Linha das Crianças e os Sete Reinos Sagrados

 

Salve Cosme e Damião!

 

anjo-da-guarda

Estamos no mês de setembro e tradicionalmente comemoramos nos terreiros de umbanda a festa de Cosme e Damião também chamada de Festa das Crianças, das Ibejadas, dos Erês ou dos Yori.

No Núcleo Mata Verde também fazemos uma homenagem a Linha das Crianças e fazemos esta comemoração próxima ao dia 27 de setembro, que é o dia que se comemora na igreja católica os Santos Cosme e Damião.

É uma linha de trabalho muito querida e respeitada no Núcleo Mata Verde, pois são considerados padrinhos do Núcleo Mata Verde.

Já tive oportunidade de contar esta história muitas vezes, mas vou contar novamente de forma rápida esta passagem.

Quando recebemos ordem da espiritualidade para iniciarmos o Núcleo Mata Verde, saímos procurando um local adequado para fazermos o Terreiro e encontramos muitas dificuldades.

Já estávamos quase desistindo, cansados de buscar este imóvel onde seria organizado o Núcleo Mata Verde.

Estava muito difícil encontrar um imóvel que pudesse ser  aproveitado dentro das nossas necessidades e limitações.

Em uma noite, quando estávamos sentados num sofá, quase adormecidos, visualizamos ao nosso lado duas crianças.

Uma menina meio gordinha, cabelo preto e um menino mais magrinho e loirinho.

Estavam parados ao meu lado e falaram: Tio nós viemos ajudar o senhor a encontrar um lugar para  fazer seu terreiro.

Olhei para eles e perguntei:  Quem são vocês?

Eles responderam: Eu sou a Mariazinha e eu sou o Pedrinho e vamos ajudar o Tio.

Levantei meio descrente, eufórico, alegre e fui procurar minha esposa Elisabete e narrei o acontecido.

Em menos de um mês apareceu um lugar que preenchia nossas necessidades, assinamos o contrato e fizemos nossa primeira reunião.

A data do contrato era 27 de Setembro, dia de Cosme e Damião.

Guardo com muito carinho este primeiro contrato que fizemos na Rua Euclides da Cunha.

Após alguns meses estes dois irmãozinhos vieram trabalhar na linha de Cosme e Damião, a Mariazinha se manifestando na minha esposa Elisabete e o Pedrinho se manifestando no meu filho carnal Manoel Neto, ambos os espíritos participam da corrente espiritual do Núcleo Mata Verde e são considerados padrinhos do Núcleo Mata Verde.

Pode-se ver a importância que damos a esta linha em nossa casa.

Mas, vamos agora voltar ao assunto principal deste texto que é como entendemos doutrinariamente a corrente das Crianças e os Sete Reinos Sagrados.

Seguimos no Núcleo Mata Verde uma doutrina chamada de Umbanda os Sete Reinos Sagrados.

Já tive oportunidade de escrever vários textos explicando sobre a origem e princípios destes sete reinos.

Os sete reinos são fases evolutivas do planeta Terra e formam sete hierarquias espirituais, que agregam seres espirituais que vão desde os elementais até os Orixás Primordias, passando naturalmente pelos espíritos que trabalham na umbanda.

Estes sete reinos ou hierarquias espirituais nada mais são do que as sete Linhas da Umbanda.

Suas vibrações estão em todos os locais, pessoas, plantas, animais, espíritos, profissões, órgãos do corpo humano etc…

Naturalmente que todos os espíritos que trabalham na umbanda também estão vinculados as estas sete linhas ou hierarquias espirituais.

As sete linhas e os respectivos reinos são:

1 – Linha de Ogum – Reino do Fogo – cor vermelha

2 – Linha de Xangô – Reino da Terra – cor marrom (antigamente era o roxo)

3 – Linha de Iansã – Reino do Ar – cor amarela

4 – Linha de Iemanjá – Reino da Água – cor azul

5 – Linha de Oxossi – Reino das Matas – cor verde

6 – Linha de Oxalá – Reino da Humanidade – cor branca

7 – Linha de Omulu/Obaluaê – Reino das Almas – cor preta

Como já mencionei acima, todos os espíritos estão vinculados a uma ou mais linhas (reinos) de trabalho.

Por exemplo:

Um trabalhador da linha de Ogum poderá vir somente na vibração da primeira linha ou poderá vir trabalhando em outra vibração.
Um Ogum Sete Ondas é um Ogum (1ª linha) que atua no 4º Reino (ou linha) que é a linha de Iemanjá ou Reino da Água.

Um Ogum Megê é um Ogum (1ªlinha ou Reino) que atua na 7º Reino (ou linha) que é a linha das Almas regida por Omulu.

Outro exemplo:

Um Caboclo Pedra Preta é um Caboclo do 2º Reino (ou linha de Xangô) que atua no 7º Reino ou linha das Almas (cor preta), ou seja, é um Caboclo de Xangô que atua no reino das Almas ou de Omulu.

Uma Cabocla Iara é uma Cabocla do 5º Reino (ou linha de Oxossi) que atua no 4º Reino (ou linha de Iemanjá), ou seja, é uma Cabocla do Reino das Matas (linha de Oxossi) que atua no Reino das Águas.

E assim por diante…

E as demais linhas: Baianos, boiadeiros, malandros, mendigos, marinheiros, Exus, Pomba Giras etc…

Todos estão vinculados as Sete linhas da Umbanda, aos Sete Reinos Sagrados e aos Sete Orixás Regentes.

A identificação nem sempre é fácil, mas com um pouco de experiência e conhecimento da doutrina, fica fácil identificar em qual linha atua qualquer espírito.

Esta identificação pode ser feita através do nome de trabalho, do ponto riscado, das cores que utilizam e das expressões que usam etc…

No caso da Linha das Crianças ela é uma linha pertencente ao 6º Reino, que é o Reino da Humanidade ou Linha de Oxalá, isso devido a pureza e inocência que vibra nestes espíritos.

Embora a Linha das Crianças seja vinculada a hierarquia da linha de Oxalá, cada espírito que se manifesta nesta linha estará vinculado a uma ou mais linhas.

Por exemplo:

Um espírito que se manifesta como Mariazinha, é fácil ligar o nome Maria a Mãe e a Água.

Então Mariazinha é um trabalhador espiritual da Linha das Crianças que atua no Reino da Água ou Linha de Iemanjá.

Um espírito que se identifica como Pedrinho, é Pedro, Pedra é ligado ao 2º Reino, a linha de Xangô.

Então Pedrinho é um trabalhador espiritual da Linha das Crianças que atua na linha de Xangô, e assim por diante…

Flechinha é um trabalhador espiritual da Linha das Crianças que atua na linha de Oxossi ou Reino das Matas.

Caso a identificação pelo nome fique muito difícil, é possível identificar pelas suas preferências, pela cor de sua chupeta por exemplo.
Alguns são alegres, outros são tristes, outros emburrados, outros meigos, outros falantes, outros sérios etc… (verifique as qualidades dos sete reinos sagrados)

Em último caso é só perguntar para a própria entidade e terá a resposta desejada.

Não é um trabalho fácil fazer esta identificação na linha das crianças, mas não é uma tarefa impossível.

Tente fazer em seu Terreiro e terá uma grande surpresa.

Resumindo:

A Linha de Cosme e Damião (Crianças) é uma linha de trabalho espiritual pertencente a linha de Oxalá (Reino da Humanidade) e que pode  atuar nas diversas outras linhas (ou reinos), assim como todas  demais linhas que trabalham na Umbanda.

Saravá Cosme e Damião!

São Vicente, 18/09/2014

Manoel Lopes

Registre seus comentários, criticas e sugestões.

Obs.: ESTE TEXTO PODE SER REPRODUZIDO, DESDE QUE SEJA NA ÍNTEGRA E QUE SEJA CITADA A SUA ORIGEM