Fitoenergética – Equação vibracional

Sete Reinos Sagrados
Sete Reinos Sagrados

Fitoenergética – Equação vibracional

por Manoel Lopes

 

Seguimos no Núcleo Mata Verde uma doutrina chamada Umbanda Os Sete Reinos Sagrados, e para que possamos entender os conceitos da Fitoenergética que iremos abordar neste texto é muito importante que estudemos  os fundamentos desta doutrina.

Iremos abordar de maneira rápida e simples alguns conceitos fundamentais da doutrina dos sete reinos sagrados.

Seguem abaixo alguns princípios fundamentais da doutrina:

1)Deus é único e dele provém toda a vida, toda a energia que sustenta nosso universo; ele é único.
A doutrina seguida pelo Núcleo Mata Verde é Monoteísta, ou seja, aceitamos somente um único criador.

2)Os Orixás Primordiais foram os primeiros seres criados por Deus, são os espíritos mais evoluídos do universo, não possuem forma física, sua presença se faz notar somente por suas vibrações. Sua força conhecida como Axé na tradição africana, se manifesta em todos os lugares da natureza.
Receberam a incumbência de participarem da criação do universo material.

3)Como participaram da criação do universo, naturalmente que participaram da criação do nosso planeta, são chamados por alguns de ENGENHEIROS SIDERAIS.

4)Para entendermos como os Orixás participaram na criação do nosso planeta, iremos buscar as informações na ciência oficial e dividiremos em etapas o período de formação de planeta Terra, que compreende aproximadamente de 4,5 a 5 bilhões de anos.
Iremos chamar estas fases evolutivas de reinos.

5)Sete são as fases da evolução planetária, assim divididas:

a)Reino do fogo: No início de sua formação, o planeta era uma grande bola de alta temperatura, formada por rocha líquida o magma.

b)Reino da Terra: Com o passar dos anos (bilhões de anos) o planeta se resfriou e formou a  crosta terrestre.

c)Reino do Ar: Mais alguns milhões de anos e apareceu ao redor do planeta a primeira atmosfera, formada por gases como amônia, metano etc…

d)Reino da água: Após bilhões de anos surge no planeta a água, o primeiro mar primordial e aproximadamente 3 bilhões de  anos a vida surge na água.

e)Reino das Matas: Passaram-se mais alguns milhões de anos e surge no planeta as primeiras florestas,e nestas florestas os insetos e os primeiros animais.

f)Reino da Humanidade:Aproximadamente a um bilhão de anos surge na superfície do planeta os primeiros hominídeos. O homem começa a habitar o planeta Terra; a ciência afirma que o Homo Sapiens aparece na Terra  aproximadamente há 200.000 anos.
O Homo sapiens cujo nome Homo significa “humano” e sapiens que significa “saber”, pois “eles já sabiam”, surgiu há aproximadamente 200 a 150 mil anos atrás, no leste da África, como resultado de adaptações do Homo heidelbergensis ao meio ambiente em transição em que viviam.

O Homo sapiens foi o pioneiro nas artes, iniciando com as pinturas rupestres, estátuas, conchas trabalhadas, trabalhos em ocre, pingentes e estatuetas. Esse pioneirismo sugere que o Homo sapiens teve uma maior capacidade de pensamento abstrato, simbólico. Com base na anatomia da parte superior da coluna vertebral e estruturas associadas, também é altamente provável que o Homo sapiens tenho sido a primeira espécie de homínideo a ser capaz de utilizar a linguagem falada. Esses comportamentos tem início na África há cerca de 150 mil anos atrás, evoluindo lentamente com o passar dos anos, já na Europa eles aparecem rapidamente, sugerindo que ao chegarem lá, já os possuíam.

A Invasão Humana tem inicio entre 160 e 135 mil anos atrás, quando quatro grupos de caçador-coletores viajaram da região central da África (Região dos atuais Congo, Quênia, Etiópia, Sudão ),para o extremo sul africano (região da África do Sul), um segundo para o sudoeste na Bacia do Congo, um terceiro para oeste na Costa do Marfim e um quarto para a região do estreito Bab el Mandeb (“Portão das Lágrimas” em árabe, que separa a Península Arábica da África), transportando a primeira geração de DNA mitocondrial (mtDNA) chamados de gene tipo L1. Essas regiões eram anteriormente ocupadas por Homo heidelbergensis, que não resistiram a competição com os Homo sapiens.

Há 125 mil anos atrás, o Quarto grupo seguiu para o norte, atravessando uma parte verde do Sahara, acompanhando o Nilo até o delta e entrou na Ásia pela Península Arábica, ocorrendo assim a primeira saída do Homo sapiens da África.

 

h)Reinos das Almas: É o mundo espiritual  vinculado ao nosso planeta, este é considerado o sétimo reino. É um reino de natureza espiritual, totalmente diferente dos outros seis reinos que possuem manifestação física (material).

6)Para cada um dos sete reinos apresentados acima, existe um orixá regente; que é o responsável pelas forças existentes naquele reino e também pela hierarquia espiritual existente em cada um dos sete reinos.

7)Existem portanto sete orixás regentes, são eles:

a)Reino do Fogo: Ogum

b)Reino da Terra: Xangô

c)Reino do Ar: Iansã

d)Reino da Água: Iemanjá

e)Reino das Matas: Oxossi

f)Reino da Humanidade: Oxalá

g)Reino das Almas: Omulu

Estes sete reinos são as SETE LINHAS DA UMBANDA.

Este assunto já foi tratado em outro texto que publicamos aqui no blog de estudos do Núcleo Mata Verde.

8)Em cada um dos sete reinos são geradas  forças e vibrações que são chamadas por:

a)Reino do Fogo: Tatá Pyatã

b)Reino da Terra: Yby Pyatã

c)Reino do Ar: Ybytu Pyatã

d)Reino da Água: Y Pyatã

e)Reino das Matas: Caá Pyatã

f)Reino da Humanidade: Abá Pyatã

g)Reino das Almas: Angá Pyatã

São estas sete forças que atuam em nossa dimensão física e etérica.

A imagem abaixo representa bem o que foi explicado acima:

Sete Reinos Sagrados e seus regentes
Sete Reinos Sagrados e seus regentes

 

Estas sete forças existem em todos os lugares, objetos, plantas, animais, humanos etc…

Embora todas elas estejam presentes, sua intensidade é diferente ocasionando a grande diversidade existente na natureza.

Caso tenha interesse em conhecer melhor a doutrina umbandista dos Sete Reinos Sagrados, recomendamos que faça o curso EAD oferecido pelo Núcleo Mata Verdewww.ead.mataverde.org

Agora que apresentamos, de forma bem simples, alguns princípios da doutrina dos sete reinos sagrados, vamos voltar nossa atenção a fitoenergética.

No texto Fitoenergética – Ervas e os Orixás, apresentamos de forma tabular por ordem de intensidade as sete vibrações primordiais encontradas em cada uma das ervas estudadas pelo GEAU – Grupo de Estudos Avançados de Umbanda.

Iremos apresentar novamente as tabelas para as doze ervas estudadas:

Alecrim

 

Alecrim
Água 19%
Terra 19%
Matas 14%
Almas 14%
Ar 14%
Humanidade 10%
Fogo 10%

 

 

Alfazema

 

Alfazema
Água 24%
Ar 20%
Humanidade 15%
Terra 11%
Almas 11%
Fogo 11%
Matas 8%

 

Aroeira

 

Aroeira
Fogo 27%
Ar 23%
Matas 23%
Água 9%
Terra 9%
Almas 9%
Humanidade 0%

 

 

Arruda

 

Arruda
Água 27%
Matas 18%
Almas 14%
Humanidade 14%
Fogo 9%
Ar 9%
Terra 9%

 

 

Barbatimão

 

Barbatimão
Fogo 25%
Terra 25%
Água 15%
Matas 10%
Almas 10%
Ar 10%
Humanidade 5%

 

Calêndula 

Calêndula
Terra 19%
Água 19%
Matas 19%
Almas 15%
Humanidade 11%
Fogo 8%
Ar 8%

 

 

Cravo

 

Cravo
Ar 26%
Terra 17%
Fogo 17%
Matas 13%
Almas 13%
Água 9%
Humanidade 5%

 

 

Eucalipto

 

Eucalipto
Ar 23%
Fogo 18%
Almas 18%
Matas 14%
Água 14%
Humanidade 9%
Terra 4%

 

 

Garcínia

 

Garcínia
Ar 25%
Fogo 20%
Matas 15%
Humanidade 15%
Terra 15%
Almas 5%
Água 5%

 

 

Guiné

 

Guiné
Fogo 33%
Humanidade 22%
Ar 17%
Terra 17%
Matas 11%
Almas 0%
Água 0%

 

 

Manjericão

 

Manjericão
Ar 22%
Matas 22%
Humanidade 17%
Água 17%
Fogo 9%
Terra 9%
Almas 4%

 

 

Verbena

 

Verbena
Matas 25%
Água 25%
Almas 18%
Ar 13%
Humanidade 13%
Terra 6%
Fogo 0%

 

Para cada erva foi feito um estudo para determinar a percentagem de cada uma das sete forças primordiais existentes na natureza; estes valores foram apresentados no texto Fitoenergética e Radiestesia.

Equações  vibracionais

À partir dos valores que foram tabulados, podemos gerar uma equação que demonstra a percentagem de cada uma das sete forças primordiais existentes naquela erva.

É mais uma maneira que encontramos para facilitar a identificação e manipulação destas forças através da fitoenergética.

Lembramos que a soma da percentagem total das sete vibrações, deve ser 100%.

Toda a força ( 100%) emana do criador e cada Orixá manipula uma percentagem desta força conforme sua necessidade.

Relacionamos abaixo as equações vibracionais para as ervas estudadas pelo GEAU:

Alecrim  : 19Ag+19Te+14Ma+14Al+14Ar+10Hu+10Fo

Alfazema : 24Ag+20Ar+15Hu+11Te+11Al+11Fo+8Ma

Aroeira : 27Fo+23Ar+23Ma+9Ag+9Te+9Al+0Hu

Arruda : 27Ag+18Ma+14Al+14Hu+9Fo+9Ar+9Te

Barbatimão : 25Fo+25Te+15Ag+10Ma+10Al+10Ar+5Hu

Calêndula : 19Te+19Ag+19Ma+15Al+11Hu+8Fo+8Ar

Cravo : 26Ar+17Te+17Fo+13Ma+13Al+9Ag+5Hu

Eucalipto : 23Ar+18Fo+18Al+14Ma+14Ag+9Hu+4Te

Garcínia : 25Ar+20Fo+15Ma+15Hu+15Te+5Al+5Ag

Guiné : 33Fo+22Hu+17Ar+17Te+11Ma+0Al+0Ag

Manjericão : 22Ar+22Ma+17Hu+17Ag+9Fo+9Te+4Al

Verbena : 25Ma+25Ag+18Al+13Ar+13Hu+6Te+0Fo

 

Vamos detalhar a equação do Alecrim,para servir de exemplo:

19Ag+19Te+14Ma+14Al+14Ar+10Hu+10Fo

A equação apresenta o PERFIL VIBRACIONAL do Alecrim, e deve ser lida da esquerda para a direita.
As vibrações estão em ordem de grandeza.

19% da força Y Pyatã => Reino da Água (AG) => Regente Iemanjá

19% da força Yby Pyatã => Reino da Terra (Te) => Regente Xangô

14% da força Caá Pyatã => Reino das Matas (Ma) => Regente Oxossi

14% da força Angá Pyatã => Reino das Almas (Al) => Regente Omulu

14% da força Ybytu Pyatã => Reino do Ar (Ar) => Regente Iansã

10% da força Abá Pyatã => Reino da Humanidade => Regente Oxalá

10% da força Tatá Pyatã => Reino do Fogo => Regente Ogum

A somatória de todas estas forças dá 100% que representa a FORÇA DIVINA, a força do Criador.

Lembramos que estamos estudando as ervas e em especial a fitoenergética, mas a “equação vibracional” pode ser encontrada para qualquer objeto, lugar, vegetal, animal, humano etc…

Aparentemente a equação vibracional é somente mais uma forma de apresentar as vibrações de uma determinada erva; mas sua utilidade é bem maior e iremos utilizá-las na elaboração de compostos fitoenergéticos; que será assunto do próximo texto que iremos apresentar aqui no Blog.

Abraços,

 

São Vicente, 15/07/2012

Manoel Lopes – Dirigente do Núcleo Mata Verde

Obs.: ESTE TEXTO PODE SER REPRODUZIDO, DESDE QUE SEJA NA ÍNTEGRA E QUE SEJA CITADA A SUA ORIGEM