Nuvens negras e pesadas pairam sobre nosso planeta.

Fustigaram a Europa levando muitas vidas, vieram da china e já chegaram a América.

Estamos falando da pandemia COVID-19, que assusta e traz consequências terríveis a população do planeta.

Uma doença misteriosa, desconhecida, que surgiu do nada e misteriosamente desafia a ciência do século XXI, fazendo entre suas vítimas médicos, especialistas, idosos e jovens.

As informações dizem que é uma infecção provocada por um vírus da família do coronavírus, que originalmente habitava em morcegos e que pulou para a espécie humana.

Quando, onde e exatamente de que forma houve esta contaminação pelo vírus, oriundo dos morcegos, nós não sabemos.

Sabemos que o vírus após sofrer mutação e contaminar uma pessoa, passou a se propagar na china, mais precisamente na cidade de Whuan.

Houve no início a ocultação, pelo governo chinês, das informações sobre a contaminação pelo vírus, somente após tomar proporções alarmantes é que começaram a ser divulgadas as informações sobre a infecção.

Por onde passou deixou um rastro de mortes, de desespero e tristeza e com certeza trará consequências econômicas negativas para todo o planeta.

Após um mês da primeira morte no Brasil, já fez mais de trinta mil casos confirmados e mais de duas mil mortes, os números são impressionantes quando olhamos a quantidade de mortes na china, Europa e EUA.

Alguns estudiosos dizem que após esta pandemia, o mundo nunca mais será o mesmo, e que a história registrará este período da humanidade como o antes e o depois da covid-19.

Deixa, portanto, marcas profundas na humanidade.

As notícias praticamente, em todos os meios de comunicação e em todo o planeta são sobre mortes, principalmente dos idosos, velórios, cemitérios, mortos enterrados em vala comum, UTI´s lotadas de idosos, quarentena, isolamento social, etc…

O isolamento também poderá deixar feridas graves na humanidade, com consequências mentais e emocionais, tais como fobia social, solidão, depressão, estresse, tristeza, rejeição, loucura, ansiedade, esquizofrenia, toxicodependência, misantropia e até suicídio.

Não podemos nos esquecer das consequências econômicas que virão após este período de “quase morte” social, onde muitas empresas pequenas e grandes serão afetadas, e estarão agonizando após o surto epidêmico.

Muitos me perguntam como a Umbanda entende este processo.

O que está acontecendo com o planeta?

Espiritualmente o que provocou isso e qual a finalidade.

As respostas são muitas, dependendo do ponto de vista.

Poderíamos responder de forma simples e consoladora que “Deus escreve certo por linhas tortas” e que as consequências finais deste período trarão benefícios espirituais a todos os envolvidos, pois a finalidade da vida é a evolução espiritual, que se processa através da alegria e da dor, mediante várias provas.

Mas neste momento não estamos tão otimistas e acreditamos que existem ações espirituais negativas que motivaram este momento que a humanidade atravessa.

A humanidade já está há muito tempo sendo coadjuvante em ações trevosas, basta observarmos os últimos “avanços” éticos e morais, sobre a vida, sexo, família, religião, drogas, etc…

Precisamos lembrar-nos da quantidade enorme de abortos que são realizados diariamente (1), em 2018 tivemos 48 milhões de abortos em todo o planeta, vidas impedidas de serem felizes e crescerem espiritualmente, que acabaram descartadas no esgoto.

A ciência cada vez mais manipulando genes humanos, pais materialistas, egoístas, vaidosos, que passam a escolher sexo, cor dos olhos e da pele de seus futuros filhos, a volta da eugenia, o “designer baby” gerando crianças que serão criadas por babás, sem nenhum carinho, amor e afeto; a indústria da procriação assistida exibe números da ordem de US$ 3 bilhões por ano em todo o mundo. (2)

Vivemos um momento onde os “pets” são mais valorizados, cuidados, alimentados e “amados” do que milhões de crianças que sofrem abusos e vivem na miséria, passam fome e normalmente ficam expostas às drogas e ao desprezo, atualmente mais de 810 milhões de pessoas passam fome em nosso planeta, e somente em quatro países africanos, 22 milhões de crianças não tem o que comer. (3)

Políticos corruptos que desdenham da condição humana, não se importando com milhares de almas humanas, necessitadas dos socorros mais elementares que a sociedade deveria proporcionar.

Recentemente registramos em nosso país a Lava Jato, que conseguiu recuperar R$44,4 bilhões dos envolvidos na corrupção. (4)

Importante lembrar que os maiores negócios sobre o planeta atualmente são a indústria armamentista e o tráfico de drogas.

O tráfico de drogas em 2009 faturou 1,6 trilhões de dólares correspondentes a 2,7% do PIB mundial e segundo a ONU 35 milhões de pessoas, em nosso planeta, sofrem de transtornos decorrentes do uso das drogas. (5)

Não podemos deixar de registrar a indústria de armamentos, que segundo informações do departamento de estado dos EUA movimentou em 2017 US$41,9 bilhões.

Qual o valor da vida humana?

As pessoas estão cada vez mais focadas no mundo material, nos prazeres materiais, de forma egoísta, orgulhosa e vaidosa, são vítimas de processos obsessivos.

Perderam a conexão com o sagrado, com os valores espirituais de valorização da vida, do amor e da caridade.

As Religiões em muitos lugares, são simples encontros sociais ou negócios comerciais, onde a fé virou mercadoria.

Nós os umbandistas sabemos que o mundo material e o mundo espiritual se comunicam 24 horas por dia, espíritos apegados à terra (eguns, kiumbas etc…) exercem uma forte influência negativa sobre a humanidade.

Podemos afirmar, que existe um governo oculto (espiritual) sobre o planeta, exercendo um controle sobre o tráfico, exploração do sexo e pornografia, poder etc… e que permanentemente estamos em guerra, uma guerra entre a luz e as trevas.

Neste artigo teceremos alguns comentários sobre a visão umbandista, mediante a doutrina dos sete reinos sagrados, de como enxergamos este momento que assola o planeta.

Faremos isso utilizando os fundamentos da doutrina dos sete reinos sagrados.

No Núcleo Mata Verde estudamos uma doutrina chamada “Umbanda os Sete Reinos Sagrados”, que ensina que existem sete forças primordiais, que deram origem a tudo que existe no universo e naturalmente ao nosso planeta, forças que estão presentes em todos os lugares, objetos, seres e elementos da natureza.

Estas sete forças são designadas de forças primordiais e são responsáveis também pelas sete hierarquias espirituais que atuam na umbanda.

Caso ainda não conheça a doutrina dos sete reinos sagrados, sugerimos que faça os cursos disponíveis em http://www.ead.mataverde.org

O mundo vive em perfeito equilíbrio com estas sete vibrações (forças ou energias) primordiais.

Estes diferentes tipos de energia, ou axé, se movimentam continuamente, se concentrando em determinados locais e se dispersando em outros.

Todas as sete forças sutis estão presentes em nossa vida.

Como existem sete tipos diferentes de forças primordiais, em alguns locais, objetos ou seres, algumas forças se acumulam e sua intensidade é maior, em outros lugares sua presença é mais rara e sua intensidade é menor, este é o motivo da diversidade existente no mundo vegetal, animal, mineral, e do comportamento humano.

No Núcleo Mata Verde, durante o período de estudos, que se estende em sete anos, aprendemos a conhecer estas sete vibrações e possíveis combinações, em todo e qualquer evento ou situação que ocorra em nossas vidas.

É um estudo que exige muita dedicação e sensibilidade.

O início deste aprendizado é feito de forma racional através do estudo pormenorizado de cada uma das sete vibrações primordiais, estudamos o nome de cada um dos reinos, o nome de cada força primordial ou axé, o orixá regente de cada hierarquia, as cores, as plantas, flores e ervas de cada reino, os alimentos, as pedras e minerais, os animais e aves, os líquidos, o comportamento humano de cada um dos sete reinos, qualidades e características de cada reino, as profissões, partes do corpo humano, doenças características, meses, dias e anos e suas vibrações, e muito mais qualidades de cada reino, diferenciando as forças ativas e passivas, até que possamos interiorizar este conhecimento em nosso subconsciente, passando a se tornar uma experiência constante em nossa vida sentir as vibrações de forma clara e cristalina.

Quando se chega neste estágio de interiorização do conhecimento, e nosso espírito está cheio de luz, a identificação vibratória passa ser instantânea, focamos nossa atenção em determinado evento, lugar, objeto ou pessoa e identificamos imediatamente quais as vibrações que estão em harmonia ou em desarmonia naquela ocasião.

Com a finalidade de esclarecer melhor a natureza destas sete vibrações primordiais (axé), lembramos que elas possuem vários níveis de manifestação, podendo ir do mais grosseiro e material, até níveis sutis que agem no processo mental, emocional e espiritual, são correntes de vibrações sutis que alimentam e fortalecem campos extrafísicos de energia, chamados de campos estruturais ou campos mórficos.

Não se trata somente de forças físicas, mas sim de forças complexas, multidimensionais e sistêmicas.

O olhar do iniciado deve ser sempre de conjunto, observando e considerando na analise os objetos, situações e comportamentos envolvidos no evento e que muitas vezes, ao olhar do leigo, não possuem nenhuma relação com o fato principal.

O olhar do iniciado enxerga além da matéria física é abrangente, multidimensional e não somente uma analise das propriedades conhecidas pela física e demais áreas do conhecimento.

Por exemplo, em determinada situação pode o iniciado considerar na sua analise o movimento do vento, o grau de iluminação, as cores do local, o movimento dos animais, o comportamento das pessoas, o dia da semana, o dia do mês etc… o que para o materialista não teria nenhuma relação, para o umbandista é muito importante.

A partir deste primeiro reconhecimento holístico e multidimensional, deve o iniciado identificar quais as vibrações que estão envolvidas no evento e, caso necessário, ir isolando os objetos e ir se aprofundando em sua análise, até identificar quais as principais vibrações dominantes, que estão em desequilibradas ou equilibradas, e a partir dai concluir quais os motivos espirituais ou físicos que motivaram aquele acontecimento.

Normalmente as forças primordiais setenárias estão em equilíbrio e o contato do homem com elas se faz de forma amorosa, tranquila, equilibrada e harmônica.

É a vida seguindo plena e feliz.

Mas, em algumas ocasiões as forças se desequilibram (os motivos podem ser vários) e o contato do homem com este desequilíbrio energético espiritual, pode ter diversas consequências, tais como, doenças, inquietações, perturbações mentais, emocionais, comportamentais, sociais etc…

São estes desequilíbrios vibracionais que normalmente originam as doenças que conhecemos.

Feita esta pequena introdução sobre os sete reinos e suas vibrações, passaremos agora a identificar, qual ou quais, as vibrações que se encontram em desequilíbrio neste período da pandemia de covid-19.

Não iremos relacionar todas as vibrações, mas somente aquela que identificamos como a responsável pela pandemia, que é a vibração Angá Pyatã.

Angá Pyatã (Força Espiritual) que é a vibração do sétimo reino, reino das Almas.

Vamos selecionar quais os principais  indicativos:

A origem da contaminação com um morcego, um animal mamífero de hábitos noturnos e de cor preta.

Sabemos que os morcegos durante o dia ficam escondidos em cavernas ou brechas escuras, descansando. Quando a noite chega, saem à procura de alimentos.

Também recebemos informações que no início da doença, ouve muito mistério, muita ocultação de informações, pela china, sobre a doença.

Até o presente momento não conseguimos uma cura para o vírus indicando uma grande dificuldade de cura, exatamente pelo desconhecimento da doença.

Segundo as notícias que recebemos, esta infecção tem maior letalidade entre os mais velhos, os idosos, o índice de mortos acima dos 60 anos é muito grande.

Também as notícias indicam um alto número de mortos, alguns países estão deixando os cadáveres nas calçadas, é uma virose muito letal, os cemitérios estão lotados e muitos estão sendo enterrados em valas comuns.

A pandemia fez com que os países decretassem a quarentena, forçando a população ao isolamento, estamos presos em nossas casas, o medo, a ansiedade, a preocupação anda a solta nos dias atuais.

Na visão umbandista, dos sete reinos sagrados, todos estes indicadores nos levam a determinar que a vibração primordial que está desequilibrada, nesta pandemia, é a vibração Angá Pyatã, a vibração do sétimo reino, reino das almas.

Atitudes ocultas

Os velhos

Animais escuros e noturnos

Doenças desconhecidas

Hospitais

UTI dos hospitais

Mortos

Velórios

Necrotérios

Cemitérios

Isolamento

Prisão (quarentena)

Sofrimento

Além destas características assinaladas acima, a vibração Angá Pyatã também está ligada:

Cor preta ou roxa

Doenças e marcas na pele  

Intestino

Número sete

Orixá regente é Pai Omulu

Pedra ou cristal : Turmalina Negra, Ônix, obsidiana e outras

ervas: Manjericão roxo, levante, jurubeba e outras

Vícios e drogas

Aguardente e álcool

Depressão

Suicídio

Magia Negra

Loucura

Câncer, AIDSHospitaisAssuntos resolvidos ocultamente

Reuniões secretas

Além destas características existem muitas outras, que não iremos registrar, tendo em vista que as relacionadas são o suficiente para identificar bem a energia vincula com a pandemia.

No próximo artigo iremos falar sobre a origem espiritual da doença, quais as forças espirituais que estão neste momento trabalhando para equilibrar e neutralizar as negatividades, como podemos nos proteger espiritualmente neste período e como Mãe Iemanjá está atuando nesta nova década em que é a regente.

Saravá Umbanda!

Abraços,

São Vicente, 22/04/2020


Manoel Lopes

Fontes:

  1. https://guiame.com.br/gospel/noticias/cerca-de-42-milhoes-de-bebes-foram-abortados-em-todo-o-mundo-no-ano-de-2018.html
  2. https://diplomatique.org.br/etica-e-manipulacao-genetica/
  3. https://nacoesunidas.org/unicef-22-milhoes-de-criancas-passam-fome-e-14-milhao-esta-em-risco-iminente-de-morte-em-4-paises/
  4. https://www.bbc.com/portuguese/brasil-43432053
  5. https://www.unodc.org/lpo-brazil/pt/frontpage/2019/06/relatrio-mundial-sobre-drogas-2019_-35-milhes-de-pessoas-em-todo-o-mundo-sofrem-de-transtornos-por-uso-de-drogas–enquanto-apenas-1-em-cada-7-pessoas-recebe-tratamento.html
http://www.blog.mataverde.org/wp-content/uploads/2020/04/morcego.jpghttp://www.blog.mataverde.org/wp-content/uploads/2020/04/morcego-300x300.jpgManoel LopesAtualidadescoronaviruscovid-19DoutrinaEstudosangá pyatã,covid-19,força do sétimo reino,pandemia e umbanda,umbanda e covid-19
Nuvens negras e pesadas pairam sobre nosso planeta. Fustigaram a Europa levando muitas vidas, vieram da china e já chegaram a América. Estamos falando da pandemia COVID-19, que assusta e traz consequências terríveis a população do planeta. Uma doença misteriosa, desconhecida, que surgiu do nada e misteriosamente desafia a ciência do século XXI, fazendo entre...